É SEGURO DEIXAR SUAS MOEDAS NAS CORRETORAS?

Uma das dúvidas mais comuns do investidor de cripto-ativos é saber se é seguro deixar suas criptomoedas nas mãos de corretoras, pois não se trata de um tipo de investimento com dinheiro palpável.

E pode ser que onde você acredite estar mais seguro é justamente onde terá mais riscos.

Sempre que desejamos ou precisamos de um serviço ou produto que conhecemos pouco, é normal procurarmos alguém com mais conhecimentos sobre o assunto para nos ajudar e assim evitarmos dores de cabeça.

Com nossos investimentos não é diferente, afinal de contas, seria como atirar às escuras.

Porém, nem sempre precisamos de intermediários para cuidar de tudo para nós, pois há situações em que é possível obter os mesmos – ou até melhores – resultados quando cuidamos pessoalmente do que nos interessa.

E para saber mais sobre este assunto, continue lendo o artigo e entenda de vez se deixar criptos em corretoras é, de fato, uma operação segura.

Vamos lá?

O que são as Corretoras de Criptomoedas?

Também conhecidas como exchanges, as corretoras de criptomoedas que fazem a intermediação dos investimentos em cripto-ativos, nem sempre são a opção mais segura para deixar seus investimentos.

Um ponto fundamental a se esclarecer no mundo cripto, é que as criptomoedas são um ativo virtual que deve estar armazenado em uma carteira de investimentos, que de fato assegure a custódia para seu detentor.

Quando você deixa seus investimentos nas mãos de um banco ou financeira, por exemplo, você não tem acesso imediato e total sobre o seu capital.

Com as criptomoedas é a mesma coisa, mas com o agravante que é o fato de não se tratar de um recurso físico, mas de registros virtuais desses ativos.

Claro que as exchanges oferecem uma variada gama de serviços e potenciais vantagens para seus clientes e a facilidade de acesso ao mercado financeiro virtual de forma rápida e barata.

Mas por concentrarem grande quantidade de ativos, que podem chegar ao equivalente de bilhões de dólares, são alvos potenciais de ataques de invasores. E é aqui que está o risco. Vale lembrar que a Binance, que é confiável e é a maior exchange do mundo hoje, já sofreu uma invasão há alguns anos atrás.

O Risco de Invasão

Essa concentração de recursos em um único lugar é um prato cheio para que hackers direcionam seus esforços maliciosos para desviar as criptomoedas com métodos muito difíceis de rastrear, o que torna praticamente impossível recuperar os ativos roubados.

Ainda que você deixe suas criptomoedas nas mãos das melhores corretoras de criptomoedas, você não tem controle absoluto sobre seus ativos, já que eles ficam na carteira da corretora, digamos assim.

As carteiras de criptomoedas são individuais e possuem seu próprio código que assegura acesso apenas ao detentor de uma chave de segurança criptografada chamada de Chave Privada.

Há ainda a Chave Pública, que é utilizada para gerar os códigos que outros usuários precisam para realizar a transferência de criptomoedas para sua carteira individual.

Sem esses códigos não é possível decifrar e acessar a sua chave e é por isso mesmo que é importante você ter controle total sobre os acessos relativos aos seus investimentos no mundo cripto.

Ao deixar suas criptomoedas com terceiros, você não tem controle sobre os acessos aos seus investimentos.

Ou seja, caso haja alguma invasão, todos os clientes daquela corretora estarão sujeitos a perderem seus ativos de uma só vez. E, infelizmente, isso é mais comum do que parece. Sendo assim, escolha bem sua plataforma de investimento para comprar criptomoedas e evite deixar seus ativos por muito tempo sem proteção.

Várias corretoras tiveram que fechar suas portas nos últimos anos após invasões de hackers, o que as levou a prejuízos milionários.

Cuide do que é seu

Outro ponto que pesa nessa conta para você saber se é seguro deixar suas criptomoedas em corretoras, é o fato de que ao deixar seus investimentos na carteira de sua exchange, ela é que tem total controle das chaves que controlam o acesso aos seus investimentos.

Com isso, toda a lucratividade dos seus ativos está nas mãos da corretora e ela poderá definir como vai utilizar esses rendimentos.

Claro que isso interfere diretamente na boa imagem que ela terá no mercado e as melhores corretoras de criptomoedas não farão mau uso desses recursos, mas é, sem dúvidas, um ponto a se pensar.

Conclusão

Para finalizar, vamos deixar aqui a definição de Bitcoin de Satoshi Nakamoto (pseudônimo do criador/criadores da moeda virtual):

Uma versão puramente ponto a ponto de dinheiro eletrônico permitiria que pagamentos on-line fossem enviados diretamente de uma parte para outra, sem passar por uma instituição financeira”.

Como você pode observar, a ideia é que as transações no mundo cripto sejam realizadas diretamente entre os usuários, sem a presença de terceiros intermediários. Deu pra entender?

E aí, o que você achou deste artigo? Conseguimos te ajudar quanto ao assunto criptomoedas em corretora? Se sim, que tal compartilhar com outras pessoas para que elas também saibam sobre este tema?

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *